Pesquisa Rápida:


Urticária


A urticária é uma doença alérgica, que se manifesta pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele.

A urticária aguda é uma doença alérgica relativamente comum, que se manifesta na pele pelo aparecimento de lesões circulares de vários tamanhos, bem delimitadas e avermelhadas, que podem ser localizadas ou generalizadas e que têm um aspecto raiado, com uma área central que no início é de cor vermelho pálido e depois evolui para um tom acinzentado. Habitualmente provocam intensa comichão (prurido).

Diz-se que a urticária é crónica, quando recorre com frequência ou quando dura para além de seis semanas.

São múltiplos os factores que podem desencadear urticária, sendo importante tentar identificá-los, para que se possa prevenir o aparecimento de novos episódios. Habitualmente, após tomar medicamentos simples, há melhoras, sendo necessário prestar atenção ao aparecimento de sinais que possam significar agravamento e indiciem a necessidade de recorrer a um serviço de urgência.

Quais as causas

São muitas as substâncias que podem desencadear urticária:

*       através da ingestão de alimentos (marisco, nozes, ovos, aditivos alimentares, corantes), ou de antibióticos;

*       por contacto directo (plantas);

*       pela administração de produtos no sangue (por injecção de antibióticos ou produtos derivados do sangue, ou por picada de insecto);

*       pela inalação de produtos (pólenes);

*       pela acção de agentes infecciosos (vírus como os da hepatite e o vírus Epstein-Barr, bactérias ou parasitas);

*       pela acção de factores físicos, como o frio, a pressão, a exposição ao sol ou o contacto com a água);

*       por estarem associadas a doenças generalizadas, como as doenças do colagénio.

Quais os sintomas

As queixas principais são o prurido (comichão) e o aparecimento das próprias manchas.

Como se diagnostica

O aspecto das manchas da pele é muito típico, sendo necessário proceder a exames complementares de diagnóstico apenas nos casos de urticária crónica.

Como se desenvolve

Em geral, nos casos de urticária aguda, as manchas desaparecem ao fim de alguns dias. Ocasionalmente, a urticária pode evoluir para uma situação mais grave, como o edema das vias aéreas superiores ou para anafilaxia (reação alérgica grave), com sinais de dificuldade respiratória e hipotensão, necessitando nesse caso de tratamento urgente em meio hospitalar.No entanto, existem sinais que alertam para estas complicações, como o aparecimento de dificuldade em respirar, rouquidão ou dificuldade em deglutir (engolir), que indicam a necessidade da ida a um serviço de urgência.

Formas de tratamento

Habitualmente o médico prescreve medicamentos antialérgicos (anti-histamínicos).

Formas de prevenção

A melhor forma de prevenção é evitar a exposição a substâncias às quais se sabe que se é alérgico.

Doenças comuns como diferenciar

O aspecto das manchas é muito típico, raramente se confundindo com outras doenças. Por vezes, a varicela, lesões traumáticas, picadas de insecto ou o eritema multiforme podem ser diagnosticados no início como urticária.

Quando consultar o médico especialista

Sempre que uma urticária se tornar crónica, durando mais de seis semanas, deve ser consultado um alergologista.

Pessoas mais predispostas

Existem casos de urticária ao frio que são de transmissão hereditária.