Pesquisa Rápida:


INCOMPATIBILIDADE vs COMPATIBILIDADE ALIMENTAR


A má combinação dos alimentos pode provocar: mal-estar, azia, dores de cabeça, má digestão porque os alimentos contêm substâncias químicas e podem reagir quando combinados entre si formando fermentações alimentar, putrefacção gástrica ou intestinal e flatulência. Designa-se este transtorno de incompatibilidade alimentar.

Quando não existe este transtorno, ou sela, não há reacção química que desencadeie os distúrbios já referidos, designa-se de compatibilidade alimentar.

PRODUTOS COMPATÍVEIS E INCOMPATÍVEIS

PRODUTOS

COMPATÍVEL

INCOMPATÍVEL

Banana

Fruta fresca, doce e tomate.

Cereais, feculentos, legumes secos e verdes, frutas secas e oleaginosas.

Feculentos

(batata. Batata doce, mandioca)

Verduras, raízes, tomate, abóbora, fruta fresca, frutas secas, frutas oleaginosas, queijo fresco, nata, manteiga, leite, azeite e ovos.

Todos cereais, legumes secos e fruta ácida.

Fruta fresca doce

Fruta seca, castanhas, cereais, feculentos, bananas, mel e geleias.

Verduras, raízes, frutas oleaginosas, limão, abóbora, tomate e fruta ácida

Frutas oleaginosas

Verduras, raízes, pão, cereais, feculentos, frutas ácidas, legumes secos, limão e tomate.

Fruta seca, fresca e doce.

Frutas secas

Fruta fresca doce,  mel, feculentos, cereais e legumes secos

Oleaginosas, frutas ácidas, verduras, raízes, leite e seus derivados e tomate

Legumes secos

(favas, feijões, grão, ervilhas, lentilhas, etc.)

Verduras, raízes, tomate, abóbora, fruta fresca (excepto melancia e melão), frutas secas, frutas oleaginosas, queijo fresco, nata, manteiga, leite, azeite e ovos.

Cereais e feculentos.

Limão

Saladas de verduras e raízes quando acompanhadas com frutas oleaginosas.

Tomate, feculento, cereais, legumes e secos.

Mel

Com todos os cereais, legumes secos, feculentos, sumo de fruta, abóbora e tomate.

Verduras, raízes, sal, azeite, leite, queijo, manteiga, nata, abóbora, tomate, e fruta oleaginosa.

Ovos

Verduras, raízes, legumes secos, feculentos, sumo de fruta, abóbora e tomate.

Frutas doces e ácidas.

Pão, cereais e seus derivados

Verduras, raízes, tomate, abóbora, fruta fresca, frutas secas, frutas oleaginosas, queijo fresco, nata, manteiga, leite, azeite, ovos

Frutas ácidas e bananas.

Verduras e raízes

Oleaginosas, pão, cerais, legumes secos, feculentos, limão, azeite, ovos e maça.

Açúcares, fruta seca e fruta doce.

Cereais: Arroz, aveia, centeio, cevada, milho, trigo, sorgo.

Feculentos: batata, batata-doce mandioca

Frutas ácidas: abacaxi, ameixa, acerola, caju, cidra, laranja, limão, lima, marmelo, nêspera, romã, tangerina.

Frutas semi-ácidas: carambola, diospiro, goiaba, maçã, maracujá, manga, morango, pêra, pêssego, uva

Frutas doces: banana, cana-de-açúcar, figo, mamão, tâmara

Frutas oleaginosas: abacate, azeitona, avelã, amêndoa, castanhas, coco, nozes

Frutas hídricas: melão, melancia

Hortaliças: Designam-se hortaliças as folhas comestíveis: alcachofra, aipo, alface, acelgas, agrião, beringela cenoura, couve, nabiça, repolho, salsa. Devem ser consumidas após a sua colheita para não perderem as vitaminas. O seu consumo evita a obstipação, estimula o funcionamento da vesícula, ajuda a regular os níveis de gordura sanguíneos, previne doenças cardiovasculares e certos tipos de cancro do aparelho digestivo

Legumes: Designam-se legumes os frutos, caules, raízes, tais como o tomate, o pepino, cebola, cenoura, nabo, beterrabas, batatas, espargos. Devem manter-se frescos e sem manchas.

Legumes Secos: as ervilhas, feijões e lentilhas têm alto valor calórico e proteína. A soja tem 40% de proteína, 20€ de lípidos.

Leguminosas: Designam-se leguminosas, os produtos hortícolas que podem ser ingeridos em verde ou em seco, tais como: ervilhas, favas, feijões, grão-de-bico, lentilhas, soja, tremoço.