Pesquisa Rápida:


Disfunção Eréctil / Impotência Sexual – Causas e Tratamentos


O que é a Disfunção Eréctil?

 

A Organização Mundial de Saúde definiu a Disfunção Eréctil como a "incapacidade de um homem obter e/ou manter uma erecção suficiente para obter um desempenho sexual satisfatório." (Fonte: NIH Consensus Statement, JAMA, 1993). As alterações sexuais são frequentes, podem ser progressivas, mas podem ser tratadas com êxito.

As informações aqui contidas, juntamente com o Programa de Aprendizagem Interactiva, vão ajudá-lo a compreender a Impotência Sexual e as
suas causas.

  • A Disfunção Eréctil afecta cerca de 150 milhões de homens em todo o mundo 2 (Fonte: Decision Resources, 1999) e cerca de 500 mil homens em Portugal (Fonte: Sociedade Portuguesa de Andrologia, 2004)
  • Mais de 50% dos homens na faixa etária entre os 40 e os 70 anos têm probabilidade de sofrer de Disfunção Eréctil.3 (Fonte: Massachusetts Male Aging Study (MMAS), 1994)

Se for incapaz de obter uma erecção em resposta a um estímulo sexual e/ou perdê-la antes da ejaculação, está com um problema de Impotência Sexual. Se essa situação acontecer uma vez, ou durante um certo período de tempo, devido, por exemplo, a situações de excesso de trabalho, stress, cansaço ou sob influência de álcool, deve consultar o seu médico. A maioria dos especialistas concorda, que para diagnosticar um caso de Impotência Sexual é preciso que as dificuldades de erecção se tornem frequentes e persistentes.

Se tem dificuldades em atingir ou manter a erecção, consulte o seu médico. Ele vai avaliar sua situação e aconselhá-lo sobre as
opções de tratamento.

O Programa de Aprendizagem Interactiva é um método simples de aprendizagem a sobre as questões essências de Impotência Sexual.

 

As várias origens possíveis da Disfunção Eréctil

A Disfunção Eréctil pode ter origem em factores físicos (orgânicos) ou em factores psicológicos. Em muitos casos, ambos os factores estão presentes. Seguem-se alguns dos factores de risco e origens possíveis da Impotência Sexual.


Factores de Risco / Origem da Impotência Sexual

 

  • Causas Físicas

    Doença Vascular:
    A arteriosclerose (endurecimento das artérias), problemas cardíacos, derrame cerebral, hipertensão (pressão arterial elevada) e colesterol elevado, são factores que afectam a entrada e a saída do fluxo de sangue para o pénis. A doença vascular é, em geral, a causa física mais comum da Disfunção Eréctil.

    Diabetes: Esta doença pode causar a lesão dos nervos (neuropatia) e dos vasos sanguíneos (arteriosclerose) que levam o fluxo sanguíneo ao pénis. Dois em cada três homens com diabetes podem ter Disfunção Eréctil.

    Doenças Nervosas: Os problemas neurológicos incluem a lesão da medula espinal, esclerose múltipla e degeneração dos nervos, decorrente da diabetes ou do alcoolismo.

    Problemas Hormonais: Níveis reduzidos de hormonas podem causar Impotência Sexual.

    Cirurgia: Intervenções cirúrgicas do intestino grosso, do recto ou da próstata e situações de radioterapia na área pélvica podem lesionar os nervos e os vasos sanguíneos, e causar problemas de Impotência Sexual.

    Doenças Crónicas: Caso lhe tenha sido diagnosticado uma doença crónica, pergunte ao seu médico se essa situação pode afectar a sua saúde sexual.

    Efeitos Secundários dos Medicamentos: Existe uma vasta gama de medicamentos que podem originar problemas de Disfunção Eréctil. Se estiver a ser medicado, e tiver problemas de erecção, pergunte ao seu médico sobre os possíveis efeitos secundários da medicação e quais as possíveis alternativas e soluções.

 

  • Factores Relacionados com o  Estilo de Vida
    Álcool:
    O consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode reduzir imediatamente a capacidade de manter uma erecção satisfatória. A longo-prazo, o consumo excessivo de bebidas alcoólicas pode causar lesões do fígado e dos nervos e desequilíbrios hormonais.

    Estilo de Vida Sedentário: A ausência de exercício físico pode levar à Impotência Sexual.

    Tabaco: Os fumadores têm uma maior probabilidade de vir a ter problemas de Impotência Sexual, do que os não fumadores, de acordo com estudos médicos efectuados.

 

  • Origem Psicológica
    As causas psicológicas podem ocorrer isoladas ou em conjunto com uma ou mais causas físicas.

    Ansiedade: Quando um homem é muito ansioso em relação ao seu desempenho sexual, a capacidade sexual pode ser afectada.

    Stress: Situações de stress também podem afectar o desempenho sexual.

    Depressão: Homens com Disfunção Eréctil podem apresentar sintomas de depressão. Homens com depressão, também podem apresentar problemas de erecção.

    Problemas de relacionamento: Problemas de relacionamento sexual com a companheira, familiares, ou com aspectos financeiros, podem afectar negativamente o desempenho sexual.

Formas de Tratamento da Disfunção Eréctil

Antes dos Medicamentos


Antes de começar a usar qualquer medicamento ou outros tratamentos para a Disfunção Eréctil, o seu médico poderá recomendar mudanças ao nível do estilo de vida que podem implicar:

  • Actividade física;
  • Dieta alimentar para ajudar na redução dos níveis de gordura no sangue (triglicérides e colesterol);
  • Parar de fumar;
  • Reduzir o consumo de álcool;
  • Controlar os níveis de stress e fadiga.

Factores, como a deficiência hormonal (testosterona) e a toma de medicamentos podem causar dificuldades de erecção, também podem ser resolvidos pelo seu médico.

Decidir qual o melhor tratamento para o tratamento da Disfunção Eréctil
A escolha do tratamento para a Impotência Sexual é uma decisão pessoal, que depende das suas preferências e da sua companheira. Informe-se sobre os vários tratamentos disponíveis. Seguem-se algumas qestões sobre os tratamentos disponíveis que podem ajudá-lo a tomar uma decisão.

  • O tratamento é eficaz e seguro?
  • O que pensa a minha companheira em relação ao tratamento?
  • O seu uso é vantajoso e confortável?
  • O tratamento é adequado ao meu estilo de vida?
  • Quanto custa o tratamento?

As opções de tratamento

Medicamentos Orais:
Os inibidores da fosfodiesterase 5 (PDE5) são uma classe de medicamentos orais. Apresentam-se como terapêuticas de primeira linha e uma possibilidade relativamente nova para o tratamento da Impotência Sexual.

Aconselhamento Sexual / Terapia Sexual: Consultas com um psicólogo ou psiquiatra podem ajudá-lo a identificar, a compreender e a lidar com os problemas sexuais, bem como aprender a controlar as situações de stress durante o acto sexual, a aumentar os estímulos e focar a atenção no prazer e na intimidade do casal.

Autoinjecção Peniana: Medicamento que ao ser injectado pelo doente na parte lateral do pénis, antes da actividade sexual, vai aumentar o fluxo sanguíneo no pénis e permitir a erecção.

Terapia Intra-uretral: Cápsula de um medicamento que ao ser inserida na uretra aumenta o fluxo sanguíneo.

Dispositivo de Vácuo: Ao colocar um anel de borracha na base do pénis, a pressão efectuada aumenta a quantidade de sangue e ao retê-lo permite a erecção.

Prótese Peniana: A colocação de prótese peniana é sugerida ao doente quando nenhum dos outros tratamentos foi bem sucedido. A prótese peniana é um dispositivo inserido no pénis através de cirurgia.